RESENHA | Harry Potter e a Pedra Filosofal

RESENHA | Harry Potter e a Pedra Filosofal

“O problema é que os humanos tem o condão de escolher exatamente as coisas que são piores para eles.”

Título: Harry Potter e a Pedra Filosofal
Autora: J. K. Rowling
Ano: 2000
Editora: Rocco
263 páginas

Sinopse: Em Harry Potter e a Pedra Filosofal, o leitor é apresentado a Harry, filho de Tiago e Lílian Potter, feiticeiros que foram assassinados por um poderosíssimo bruxo, quando ele ainda era um bebê. Com isso, o menino acaba sendo levado para a casa dos tios que nada tinham a ver com o sobrenatural pelo contrário. Até os 10 anos, Harry foi uma espécie de gata borralheira: maltratado pelos tios, herdava roupas velhas do primo gorducho, tinha óculos remendados e era tratado como um estorvo. O menino de olhos verdes, magricela e desengonçado, tão habituado à rejeição, descobre, também, que é um herói no universo dos magos.

Resenha de Harry Potter e a Pedra Filosofal? Devem pensar que estou ficando maluca, mas não, precisamos resenhar esse livro para as novas e as velhas gerações de leitores, para aqueles que ainda não tiveram interesse ou tempo fazerem uma forcinha para conhecer melhor essa grandiosa saga, então eu preparei uma resenha com alguns pontos que devem fazer as pessoas se interessarem por esse livro, ou ainda, fazer aqueles que já conhecem a obra retirar o livro da estante soprar o pó e embarcar mais uma vez no Expresso de Hogwarts.

Na noite em que completa 11 anos, Harry Potter, um órfão criado por tios malvados, é acordado por um homem enorme e peludo que afirma estar ali para levá-lo a Hogwarts, uma escola para jovens bruxos. Como se não bastasse o fato de que durante dias dezenas de corujas tentaram entregar-lhe dezenas de correspondências, as quais Harry é impedido de abrir pelo tio Valter, ele descobre que é um bruxo. Ele não poderia ser um bruxo, pois é apenas um garoto magricela e de óculos que apanha do primo e sofre nas mãos dos tios cruéis, se fosse um bruxo já teria feito algo a respeito.

No entanto, Harry descobre que é famoso e que a cicatriz que possui na testa não foi fruto de um acidente de carro onde seus pais teriam morrido, tudo fora uma invenção, uma tentativa inútil dos seus tios de esconder sua origem. De fato ele ganhara a cicatriz na noite em que seus pais morreram, porém ela havia ficado como marca de uma poderosa maldição realizada pelo maior bruxo das trevas que já existiu, Voldemort. Esta mesma maldição havia matado seus pais, ele fora o único em toda história a sobreviver a ela. Na noite em que ganhou a cicatriz, aparentemente, Você Sabe Quem (Voldemort), fora destruído e a liberdade e segurança restaurada no mundo bruxo, mas a que custo se Harry perdera toda sua família?

Com a ajuda de Rúbeo Hagrid, Harry se prepara para uma grande mudança em sua vida, embarcar no Expresso de Hogwarts rumo a um novo mundo. Ah este novo mundo, é ele que encanta milhões de fãs ao redor do mundo, o mundo bruxo, onde todos se vestem de maneira excêntrica e se esforçam para se esconder dos trouxas (não-bruxos). Ao chegar em Hogwarts, Harry descobre que os alunos são divididos em Casas, que serão seu lar durantes os 7 anos que passarão por ali, a saber:

Grifinória, onde habitam os corações indômitos, ousadia, sangue-frio e nobreza caracterizam seus alunos.

Lufa-Lufa, de moradores justos, leais, pacientes e sinceros, que não temem a dor.

Corvinal, onde habitam os homens de grande espírito e saber.

Sonserina, onde encontrará homens astúcia e que sempre aceitam quaisquer meios para atingirem seus fins.

Ele busca acabar com todo o atraso de 10 anos sem o conhecimento do mundo mágico, buscando informações sobre seus pais e sobre o assassino deles, descobre també que a escola é um excelente lugar para estar e faz grandes amigos na Grifinória, mas os mais próximos serão Rony e Hermione. Porém, há um mal terrível oculto em Hogwarts, alguma criatura maléfica que tem se alimentado do sangue dos unicórnios e Harry será forçado a enfrentá-lo e descobrir que talvez o mal que matou seus pais não tenha sido totalmente destruído.

Este primeiro livro é o meu terceiro livro favorito, Rowling nos apresenta um livro com duzentas e poucas página que consegue ser rico de detalhes e apresentar todo o cenário que será necessário para o desenvolvimento das próximas histórias. Certamente, ao misturar mitos e lendas que conhecemos com novidades de seu mundo, ela nos brinda com mais uma grandiosa história da luta contra o mal e da busca para fazer o que é certo. A saga Harry Potter traz importantes inovações para a literatura jovem mundial, aqui encontraremos aquele prazer de se deliciar com um livro bem escrito e que respeita a inteligência de seus leitores.

 

Lady Hortencia

20 e poucos anos, estudante de Direito, curte um bocado de cultura nerd e artes visuais, nas horas vagas cuida da sede desse Conselho e tenta manter tudo em ordem

More Posts

Commentários

comments

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *