Resenha | As Vantagens de Ser Invisível

Resenha | As Vantagens de Ser Invisível

“Bem vindo à turma dos desajustados”.

Título: As Vantagens de Ser Invisível
Autor: Stephen Chbosky
Editora: Rocco – Jovens Leitores
Ano: 2007
Páginas: 224.
Sinopse: Livro de estreia do roteirista norte-americano Stephen Chbosky, As Vantagens de ser Invisível sai no Brasil pela coleção Batendo de Frente da Rocco Jovens Leitores, cuja proposta é pôr o jovem em confronto com realidades cáusticas. Não poderia ser diferente. Ao mesmo tempo engraçado e atordoante, o livro reúne as cartas de Charlie, um adolescente de quem pouco se sabe – a não ser pelo que ele conta ao amigo nessas correspondências -, que vive entre a apatia e o entusiasmo, tateando territórios inexplorados, encurralado entre o desejo de viver a própria vida e ao mesmo tempo fugir dela.

As Vantagens de Ser Invisível nos apresenta Charlie, o remetente de cartas a um desconhecido que conhecemos apenas como: Querido Amigo. Devido à forma como o autor, Stephen Chbosky, optou por escrever a obra, só o conhecemos através do que ele conta em suas cartas.

Com uma linguagem arrebatadora, somos levados para dentro de um universo juvenil dos anos 90, se desvencilhando de tudo que se espera de um livro que conta histórias de adolescentes, acabamos presos a uma narrativa fiel, levados a torcer pelos personagens, a odiar e, sobretudo, tentar entender o que é ser jovem.

O protagonista é um calouro do Ensino Médio, alguém cheio de problemas e duvidas, deslocado ele não é visto por ninguém, já que seu melhor amigo Michael cometeu suicídio há um tempo. O que ele não imagina é que essa fase complicada se tornará o caminho para sua verdadeira felicidade e libertação.

Aos poucos ele faz novos amigos e descobre o amor, além de encontrar apoio para fazer aquilo que ama: escrever.  As experiência levam o protagonista ao amadurecimento e a expansão sob diversas perspectivas, dentre elas a do seu universo literário, em especial com a ajuda de seu novo professor Bill.

Na sua turma de deslocados ele finalmente encontra identificação, mesmo que ali todos sejam bem diferentes uns dos outros, ou talvez, por isso.

Para muitos este livro nos conduz ao melhor do sexo, drogas e rock and roll dos anos 1990, mas não é só isso, é um livro sobre coisas ruins que despertam coisas boas nos leitores.

É hora de deixar a enrolação de lado, todos os livros marcam a nossa vida, alguns por serem perda de tempo, outros por permitirem uma lista de favoritos maior e alguns poucos, muitos poucos, por te engrandecerem. As Vantagens de Ser Invisível é aquele tipo de livro que te engradece, alguns possuem uma visão negativa, em razão do elenco do filme baseado na obra (excelente filme, aliás), ou por ser um livro muito popular.

Mas o popular ao contrário do que pensam por aí nem sempre é ruim, quase sempre é bom, muito bom ou ótimo, este último é o caso do livro em questão, enquanto lia as cartas de Charlie sentia arrepios, aperto no coração, dava risadas ou rolava uma lágrima ou outra.

É impossível não se identificar com algum dos personagens ou com os conflitos vividos pelo protagonista. As cartas sem duvida, o maior acerto da obra, nunca imaginaria algo escrito assim, são profundas e sinceras,

É um livro pequeno, mas não se engane, apesar do tamanho não é para os leitores mais apressados, é para aqueles que gostam de se deliciar com cada palavra.

Ao final do livro, quando Charlie se despede, lamentamos, pois desejamos ainda mais cartas, ainda mais histórias e nos sentimos mais completos, ou com algo  a mais.

Lady Hortencia

20 e poucos anos, estudante de Direito, curte um bocado de cultura nerd e artes visuais, nas horas vagas cuida da sede desse Conselho e tenta manter tudo em ordem

More Posts

Commentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *