Jogos Independentes

Jogos Independentes

Oi eu sou o Lipe! Nos últimos anos temos vistos diversos tipos jogos chegando ao mercado, não são produções grandiosas ao estilo de um Uncharted, Halo ou Crysis, são jogos que tem em sua grande maioria o intuito de oferecer um conteúdo diversificado e mais inovador, não se prendendo a gráficos de última geração, esses são os jogos independentes.

Os jogos independentes sempre existiram, porém eles ganharam um folego na última geração com PlayStation 3, XBOX 360 e com a Steam Greenlight, esses jogos se tornaram extremamente visíveis a toda comunidade gamer de 2013 pra cá, as grandes fabricantes de consoles resolveram apostar grandemente em desenvolvedores independentes, promovendo esses games que infelizmente ainda são vistos com um certo receio por boa parte do público, mas que trazem experiências fantásticas aqueles mais abertos em buscas de experiências diferenciadas no que desrespeito na hora de jogar um bom jogo.

Esses jogos visam pegar gêneros consagrados e molda-los de forma inédita e inovadora, sempre com um foco maior em sua jogabilidade sendo esse o ponto mais explorado por parte das desenvolvedoras, apesar de não se apagarem em gráficos de ponta esses desenvolvedores levam a arte do jogo muito a sério, porem buscando entregar experiências visuais diferenciadas nunca exploradas, que em sua grande maioria enchem o olho do jogador devido seu cuidado e a níveis incríveis, na atual geração principalmente a Sony e Microsoft, passaram a dar uma grande importância a esses desenvolvedores, oferecendo conteúdos diferenciados aos jogadores e uma chance de pequenos estúdios mostrarem seu trabalho e conseguirem um lugar nessa indústria tão competitiva, esses programas trouxeram um impacto extremamente positivo aos desenvolvedores brasileiros, que de forma inédita estão a trazer seus jogos ao público e conseguindo uma visibilidade maior ao seu trabalho, jogos como Aritana e a Pena da Harpia e o lançado recentemente a algumas semanas 99 Vidas, são excelentes apostas de jogos brasileiros extremamente divertidos.

O boom dos jogos independentes tem sido tão grande, que as fabricantes têm tratado esses jogos como lançamentos de grandes estúdios AAA, alguns dos maiores lançamentos desse ano são jogos independentes como o maravilhoso Cuphead, a arte desse jogo é linda e claramente inspirada em animações dos anos 30. Esses jogos têm deixado de lado a imagem de jogos de passatempo, e vem cada vez mais se tornado experiências levadas a sério.

A indústria tem visto esses jogos como bons olhos, já que em sua maioria eles trazem retornos e premiações consideráveis, as fabricantes e desenvolvedoras consolidadas como EA Games, Santa Mônica, além de publicarem seu próprios jogos, agora tem dado apoio a esses desenvolvedores para as publicações de seus projetos, e não só isso desenvolvedores conhecidos tem deixado os grandes estúdios e  tem iniciado seus pequenos estúdios com seus próprios selos e lançando jogos desse tipo, por meio de financiamento como Kickstarter, alguns exemplos são de Cliff Bleszinski, ex-desenvolvedor da Epic Games e criador da franquia Gears of War, abriu seu próprio estúdio e está desenvolvendo um FPS bem interessante LawBreakers, outro seguindo a mesma trilha é David Jeff criador de God of War, atua agora como desenvolvedor independente e lançou recentemente o divertido Draw to Death.

Aparentemente os desenvolvedores tem encontrado no ramo de jogos independente maneiras de trabalhar em seus projetos pessoais com uma certa liberdade, que em muitas vezes não é permitida quando se faz parte de um grande estúdio, seja lá qual for a motivação para isso, uma coisa é certa, esses jogos vieram para ficar o que é algo extremamente bom, pois as experiências que a diversão trazidas por esses jogos é coisa única e rara por parte dos grandes estúdios.

Os jogadores precisam perder um pouco do preconceito e dar uma chance a esses jogos e vê-los com outros olhos, vou deixar nomes de alguns desses jogos que merecem sua atenção: Apotheon, Dust: An Elysian Tail, The Swapper, The Witness, Broforce, Limbo, Stories: The Path of Destinies, Unravel, Firewatch, Inside, Yooka Laylee e mais uma porrada. Bom espero que vocês gostem dos jogos, e se você não tem bons olhos para esses jogos dê uma chance conheça, tem muita coisa boa por aí esperando para ser jogada e conhecida beleza? Eu sou o Lipe e não se esqueçam, O PODER É DE VOCÊS!

Lord Lipe

Paulista de 26 aninhos, apaixonado desde que se lembra por games, comecei cedo com Atari foram horas e horas jogando Pitfall e Frostbite, passando para Master System, Super Nintendo, N64, PlayStation 1, PlayStation 2, X360, PlayStation 3, atualmente com um PlayStation 4 e 2DS. Adoro Tolkien e seu universo, animes shonen e claro o Superman!

More Posts

Commentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *