Devilman Crybaby | Que Anime Bizarro!

Devilman Crybaby | Que Anime Bizarro!

Se tivesse que definir Devilman Crybaby em uma frase, seria: esse anime é bizarro. 

Acabei de assistir o primeiro episódio e não sei nem por onde começar. Depois dos 12 min é só ladeira abaixo na bizarrice. Se você ainda não viu, vou te explicar o motivo do “susto”.

(Contém revelações sobre o enredo)

No início, até metade do primeiro episódio, os personagens são normais, são estudantes japoneses praticando atletismo na escola, meninos interessados nas meninas peitudas do colégio, nada de anormal, tudo bem corriqueiro.  Ta, tudo bem que o professor de atletismo é um senhor gordo e careca sentado numa cadeira olhando pra uma borboleta a 3 palmos do rosto dele e DO NADA ele estica a língua e engole a borboleta como se fosse um sapo, mas normal, quem nunca fez isso, né? Pensei ”ah, ok, o anime vai falar de demônios, por que não um homem sapo no meio?”. Vou desconsiderar também que houve um assassinato logo nos primeiros minutos porque aquela cena não fez muito sentido, ainda que o assassino seja um demônio (é uma suposição, faz sentido que seja).

Enfim, mesmo com essas duas coisinhas que ocorreram antes dos 12min, estava OK até então, mas aí o personagem principal (menino loiro) Ryo encontrou o Akira (outro personagem, o moreno) e foi conversar sobre seu último ”trabalho”, que era ajudar o pesquisador Fikira na Amazônia que ~supostamente~ estaria pesquisando uma língua antiga de um povo isolado na mata. Era de fachada, o povo que ele estava estudando eram demônios, ele virou um deles e quando o Ryo chegou, Fikira estava jogando gasolina sobre si para explodir enquanto ainda era humano. Já repararam que isso acontece em vários trem? Seja anime, filme, série, sei lá, o que for. As pessoas costumam cometer suicídio por amor a humanidade que há em si para não virarem outra coisa, nesse caso de Devilman, um demônio. Não sei se eu faria isso, se ainda tiver minha consciência na outra forma que ei de assumir, por mim ta de boas, por que não tentar essa nova experiência? Dependendo da criatura que for, deve ser legal, se não sentir dor com isso, claro… mas voltando aqui pro anime, rs.

Depois do pesquisador, o Ryo quis encontrar os demônios e concluir o que seu antecessor estava estudando. Para tanto, era preciso fazer um culto aos demônios. Havia uma festa chamada Sabbath onde todo tipo de depravação ocorria sem restrição alguma, uma festa onde os personagens estavam apenas com as roupas íntimas inferiores, drogas em cada copo de bebida e tudo mais que você imaginar. Mas apenas isso não era o bastante para atrair os seres desejados, eles gostam mais de sangue e portanto, era imprescindível que houvesse esse sacrifício na festa. Ryo louco da vida quebrou uma garrafa e saiu cortando todos como se fosse a coisa mais normal do mundo, do nada os capetão começaram a aparecer e a bizarrice maior começou aí, com as transformações. Sabe essa mocinha ali da imagem? Ela foi a primeira. Os peitos dela esticaram e viraram os olhos da criatura, não sei descrever o que senti nessa cena de tão bizarra que foi. Os outros seguiram a mesma lógica de sair de partes íntimas no início das transformações, esse toque especial misturou os sentimentos, não sei se foi uma cena ecchi ou gore, foi sinistra, vocês precisam ver!!

O resultado desse festival de sangue foi a presença de Amon, um demônio foderoso que incorporou o corpo de Akira, o transformando nisso:

Esse foi o primeiro episódio, os outros 9 são mais tranquilos, de certo modo, mas a bizarrice é uma constante. Na trama pude perceber uma analogia incrível com a realidade, um fato histórico retratado de forma sutil e clara: a caça as bruxas. Em dado momento da história da humanidade, milhares de mulheres foram consideradas bruxas, torturadas e condenadas a morte em fogueiras e outros meios, sem prova alguma de que eram bruxas. Os motivos eram variados, desde ser insubmissa ao marido a morar na floresta e ter conhecimento amplo a respeito de plantas medicinais. No anime os motivos eram absurdamente genéricos, tal como “qualquer pessoa insatisfeita com a sociedade”, nitidamente dito para causa pânico na população e fazer com que a própria humanidade se extermine, dado que a solução para o fim dos demônios era acabar com a fonte: humanos.

Deu certo? Não sei, fica aí o questionamento. Que tal ir descobrir? Depois me conta o que você achou, meus amigos ressaltaram a depravação, gore e bizarrice, estou ansiosa para saber o que você me dirá. (:

Lady Abi

Educadora de Cultura e Cidadania no CPDCE/UFV e Militante no Levante Popular da Juventude, nerd nas horas vagas e as utilizo para fazer maratonas, principalmente de One Piece e O Hobbit/Senhor dos Anéis, amo.

More Posts

Follow Me:
Facebook

Commentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *