Análise: Berserker (2016)

Análise: Berserker (2016)

Bem vindo meus caros amigos, o Conselho da Toalha traz mais uma de suas  análises, então pegue a sua toalha e vamos embarcar nessa. Hoje vamos fazer uma análise sobre a nova temporada de um anime que era muito aguardado pelos fãs mais velhos da cultura otaku e que, em sua maioria, acabaram se decepcionando, ou apenas não sentiram as suas expectativas sendo devidamente satisfeitas. Contudo, ainda há esperança de melhora e vocês vão entender os motivos.

Estamos falando sobre Berserk (2016), a continuação de um dos animes mais marcantes dos anos 90, foram lançados 25 episódios de 7 de outubro de 1997 à 31 de março de 1998 adaptando os arcos “Espadachim Negro”. A a fase mais aclamada do mangá, chamada “A Era de Ouro”, foi finalizada em uma trilogia de filmes  lançada entre fevereiro de 2012 e fevereiro de 2013. Os filmes apresentaram  melhora na qualidade de animação em relação a sua parte anterior com o uso da tecnologia em CGI . No ano passado foram lançados mais 12 episódios que adaptaram as ultimas aventuras do anti-herói  Guts antes do arco “Império Milenar do Falcão” que é o mais recente a ser publicado no mangá antes de sua pausa.

Apesar do próprio criador do mangá  Kentaro  Miura estar na produção executiva do anime, muitas criticas ocorreram em relação a parte técnica do anime, como o uso exagerado do CGI em muitas cenas deixando os personagem sem muita expressão  ou movimento, algo muito similar aos jogos de Playstation 2 no momento das cutscenes , porém,  naquela época era algo completamente compreensível e comparando com outros animes em lançamento, de fato Berserk (2016) deixou a desejar em muito no quesito qualidade da adaptação.

Quanto a história nem sempre se consegue ser tão fiel ao mangá, porém, os elementos mais característicos como enredo extremamente sombrio, a violência de um mundo em constante guerra, religião e o conceito de destino que é tão combatido pelo personagem principal ainda estão ali.

A nova temporada começa  alguns anos após ao fatídico dia em que Griffiths,  o antagonista anime, sacrifica todo o seu Bando do Falcão para o grupo de demônios denominado  Mão de Deus, esse foi o maior plot twist do anime,  para que ele se tornasse um deles e pudesse realizar o seu desejo de reinar sobre o mundo. Passamos a seguir os passos de  Guts  em sua jornada de vingança  contra o ser que destruiu tudo o que lhe tornava um homem com laços de amizade e até mesmo de amor, pois ele sempre teve sua vida marcada por violência,  em segundo plano a sua busca por Casca seu amor. Ela além de desparecer também  perdeu sua sanidade pelos horrores que viu e sofreu no dia do “ nascimento” da forma demoníaca de Griffiths agora chamado de Femto.

A grande novidade em relação a versão do mangá é o surgimento do elfo Puck, um dos companheiros de viagem de Guts e um alívio diante de todo o enredo que é sempre pesado por característica. O jovem Isidro que encontra no espadachim negro um exemplo de como ser um bom guerreiro e alguém a ser temido e por esse motivo   sempre em sua participações  um alívio cômico à animação.

O Cavaleiro Caveira, que é o salvador de Guts e Casca do dia apocalíptico da vida de ambos, o maior opositor da Mão de Deus  é um dos maiores mistérios do mangá, pois sua origem nunca foi contada. Na verdade, não sabemos nem mesmo a origem de seus poderes e a habilidade de matar demônios sem temer mal algum. Além de personagens que irão formar um grupo de aliados de Guts como  Lady Farnese, que é parte do grupo Holly Iron e Chain Knights e que são um dos problemas que inicialmente o espadachim negro tem que lidar nesta nova temporada.

O que esperar do retorno de Berserk em abril de 2017? Para os fãs mais antigos o surgimento do chamado “ Bando de Guts”  que é o grupo que sobrevive a  uma noite de terror criada pela Mão de Deus  e acompanham o personagem principal em sua viagem para retomar a sanidade de sua amada e companheira de batalha Cascia. A bruxinha Schierke que com sua magia se torna uma parte interessante da história e uma aliada de muito valor ao espadachim negro principalmente nos momentos de dificuldade contra seres diferentes deste mundo onde todos estão caminhando.

Outro momento que é aguardado e um pouco da ansiedade se deve ao teaser para a sua segunda parte, é o quando irá surgir a Berserk Armor, uma armadura que permite ao usuário não sentir dor e ter sua força aumentada, para Guts a berserk armor lhe conduz ao estado berserk que tira toda a sua consciência em uma fúria cega que em seus subconsciente toma a forma de um lobo e devora não só sua sanidade como também a sua vida.

Berserk (2016) é um anime que pode ser assistido sem ter acompanhado as animações anteriores, pois  a história tem momentos de flashback para deixar o espectador por dentro o suficiente do que esta acontece. Para uma época em que animes como Tokyo Ghoul e Attack on Titan são os favoritos do publico otaku  por seus temas pesados e violência, Berserk não fica para trá. E para os que ficarem interessados em saber como surgiu este homem tão desumano, palavra que é regularmente usada para descrever Guts no mangá, não deixem de assistir o anime de 1997 e os filmes dos anos 2000 que fazem muito jus a qualidade do mangá que vem sendo publicado desde 1989 por Kentaro Miura.

Conselho da Toalha

O lorde máximo desse Conselho, aquele que mantém tudo em ordem!

More Posts

Commentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *